A escolha da profissão: Estatística!

Todo jovem estudante do ensino médio se depara com o dilema da escolha da profissão. Esta escolha passa por diversos critérios como a afinidade com determinada área do conhecimento, a distância da residência à uma instituição de ensino superior que tenha um curso desejável e mesmo o custo de vida para enfrentar no mínimo 4 anos pela frente (apoio dos pais é fundamental, mas a decisão final é sempre do jovem) e as expectativas quanto a colocação no mercado de trabalho após a conclusão do curso. Junto com todas estas variáveis há a questão da aprovação no processo de seleção, o temível vestibular.

Pra que Estatística?

Estatísticas  auxiliam a definição de políticas públicas.

O grande desafio da Estatística é extrair o conhecimento de milhões de dados.

Estatísticas  transformam dados em conhecimento.

O Estatístico tem a possibilidade de trabalhar na área que gosta.

Habilidades que o profissional precisa desenvolver:

  • Raciocínio lógico
  • habilidade de se comunicar com clareza
  • saber trabalhar em equipe
  • ser crítico sobre os dados
  • saber programar
  • gostar de matemática (afinidade com a área de exatas)
  • comunicar-se em outros idiomas
  • ser curioso
  • ter muita vontade de aprender

O curso de Estatística na UFF

O Curso de Graduação em Estatística foi inaugurado em 2007, com a entrada de seus primeiros 30 alunos através do vestibular. Hoje já são mais de 200 alunos e 72 graduados, atuando no mercado de trabalho ou em cursos de pós-graduação.

Mais informações podem ser obtidas no site do curso (clique aqui)

Onde o Estatístico pode atuar?

Na indústria realizando análise de controle de qualidade e melhoria de processos, na área da saúde estudando as variáveis relacionadas a doenças ou epidemias, na área da segurança pública realizando modelagem espacial de dados, na área de finanças analisando riscos e investimentos, na área de marketing analisando o perfil do consumidor e tendências do mercado; na área acadêmica como professor, formando novos profissionais; na área da engenharia de dados modelando um grande conjunto de dados e sua visualização, na área de esporte modelando dados de performance de atletas ou times; na área ambiental modelando dados climáticos, e muitas outras atividades que desconheço no momento. Com as novas tecnologias e a grande disponibilidade de dados, novas aplicações são demandadas pelo mercado então há a possibilidade de que esta lista aumente ou se modifique ao longo dos anos e até o final de sua graduação muita coisa pode ter mudado, estamos vivendo a era dita líquida e que acredito que esteja caminhando para vaporizada!

Eles escolheram o curso de Estatística

A decisão de escolha é algo muito particular, então nesta postagem quero compartilhar com vocês o depoimento de quatro jovens recém formados em Estatística para que sirvam de inspiração neste processo de escolha.

Estes jovens integram o projeto Estatística é com R! desde seu início em 2015 quando ainda éramos uma promessa, uma página em branco. Eles atuaram ativamente na construção do projeto e vieram aqui dar seu recado.

Jonatha Azevedo – Estatístico

O que o motivou a escolher estatística?

A intensão era entrar no mundo de tecnologia e o curso apresentava uma boa relação com o segmento, atualmente, é um dos cursos mais pedidos para o ingresso no mercado tecnológico.

Dificuldades encontradas: Carga horária puxada e inflexível.

Superação: Automotivação

Incentivos: Projetos de extensão como o Estatística é com R!, monitoria e projetos de pesquisas.

O que faz hoje?

Sou desenvolvedor na equipe de métodos estatísticos e computacionais do FGV IBRE.

Desenvolvo sistemas e aplicações que apresentam funcionalidades estatísticas e com engenharia de dados.

O R é uma excelente e primordial ferramenta para estatística, além de ser uma boa linguagem de programação para adentrar nesse mundo.

Leonardo Filgueira – Estatístico

O que o motivou a escolher estatística?

Escolhi por causa da nota de corte e depois já no curso acabei me identificando e comecei a gostar da Estatística. Hoje vejo que essa foi a melhor decisão!

Dificuldades encontradas: Os primeiros períodos com Cálculo e Probabilidade

Superação: Aprender a aprender

Incentivos: Projetos de extensão Estatística é com R!, monitoria e o estágio

O QUE FAZ HOJE?

Sou estatístico da equipe de Data Science do IBOPE DTM.

Faço automação de processos e análise de dados  de perfil da população brasileira.

O R foi fundamental na minha formação e hoje é minha principal ferramenta de trabalho.

Estou me mudando para São Paulo com grandes perspectivas de crescimento na carreira.

 

A decisão final

Estudar estatística requer muita dedicação e o profissional tem tudo para ser bem sucedido.

Se você ficou interessado…

Entre para nossa Estatística!

Profa. Luciane Alcoforado / UFF / Dep. de Estatística

Publicado em ensino médio, estatística na uff, Uncategorized | Com a tag , , , , | Deixe um comentário

Analisando o canal do youtube Estatística é com R !

Neste tutorial serão usados os seguintes pacotes:

  • tuber: Para coletar os dados do Youtube, este será o foco desse tutorial;
  • dplyr: Usado na manipulação dos dados obtidos, para melhor entendimento desse pacote recomendamos https://www.youtube.com/watch?v=jTQkMHYxwew
  • lubridate: Trabalhar com data;
  • ggplot2: Visualização dos dados

Criando sua chave API e um OAuth Key.

O primeiro passo será criar uma conta no Google Cloud (https://cloud.google.com). Após criar sua conta, siga o passo a passo desse video https://www.youtube.com/watch?v=pP4zvduVAqo e em seguida crie sua OAuth Key

Autenticando sua chaves

Depois de obtida as chaves, devemos autenticar o pc/notebook que esta sendo utilizado. Para isso, utilizaremos a função yt_oauth().

app_id <- "ID_cliente"
app_secret <- "Chave secreta do cliente"
yt_oauth(app_id, app_secret, token='')

Deverá aparecer uma página pedindo para fazer login com sua conta Gmail e, se tudo der certo, aparecerá a seguinte:

menssagem Authentication complete. Please close this page and return to R.

Obtendo os dados

A partir de agora esses dados estão disponíveis para acesso e manipulação, e esse post focará em algumas funções capazes de acessar esses dados disponiveis.

get_stats

infos <- get_stats(video_id = smartcities$video_id[2])
## Error in get_stats(video_id = smartcities$video_id[2]): Must specify a video ID.